Sessões em casa

Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa

Agora os dias já estão a ficar mais fresquinhos e a chuva nem sempre nos deixa fazer sessões no exterior. No entanto, mesmo com o tempo solarengo quando se trata de fotografar famílias com bebés pequenos recomendo sempre que as sessões sejam feitas em casa. Afinal é lá que está tudo à mão para satisfazer as suas muitas necessidades. Pode-se fazer todas as pausas que forem precisas para alimentar o bebé, para lhe trocar a fralda, para dormir uma sesta ou para acalmar o seu choro. Tudo isto num contexto que lhe é familiar, de modo a que a sessão não seja um momento de tensão mas sim um momento relaxado e descontraído.

Para além destas razões há uma outra à qual dou particular atenção. Para mim uma sessão fotográfica é sobretudo uma oportunidade para registar memórias reais. Ora grande parte da vida familiar passa-se em casa, e com um bebé pequeno a casa é o ninho, o lugar do aconchego. Por isso parece-me natural que seja aí que sejam registados esses pequenos instantes de cumplicidade entre todos, as primeiras roupas do bebé, o quarto que será sempre a ser mudado à medida que crescem… Aquilo que queremos recordar mais tarde quando olharmos para estas fotografias.

Acho que a sessão que partilho agora representa muito bem aquilo que acabei de dizer. Está lá tudo: o carinho, a cumplicidade, a descontração de quem está no aconchego da casa. E que família bonita! Será que sou só eu que fico enternecida com estes mimos entre irmãos, entre pais e filhos, e com a certeza que serão sempre uma família muito unida e feliz?

Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa
Yellow Savages Sessão fotográfica de recém-nascido em casa

Primeiro filho

Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido

Antes de me meter nestas andanças, embora tivesse muita vontade de fazer fotografia de recém-nascido, tinha também algum receio. Tinha medo de estar a invadir o ninho e a profanar um espaço tão íntimo. Hoje sei que esses receios não faziam sentido. O medo deu lugar a um sentimento de enorme gratidão por me darem o privilégio de poder registar pequenos milagres. Sim, é disso que se trata! Em cada sessão de bebé assisto ao encanto da descoberta. Quanto se trata do primeiro filho, arrisco a dizê-lo, esse encanto é ainda maior. É encontrar uma mãe, que apesar das noites mal dormidas, tem um sorriso tão largo como se tivesse descoberto o verdadeiro sentido da vida. É encontrar um pai que parece esconder o espanto que sente pelo que está a acontecer. Cheira-se a pele, aconchega-se, beijam-se os pés, as mãos, reage-se a um sorriso com uma alegria efusiva… E é tão bom lá estar!

Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido
Yellow Savages NewBorn Fotografia de Recém Nascido

Casa é onde a tua história começa

home-1

Somos o que nos rodeia e o que me rodeia são umas paredes brancas, muita luz, plantas e cor. Uma casa onde vivem dois selvagens de quatro patas e dois de duas.

Quando se abre a porta o gato Serafim está à espreita. (Sim, cá em casa gostamos de dar nomes de pessoas aos gatos.) Serafim é amarelo como um tigre. Tem dentes afiados como um tubarão, sempre prontos a dar um dentadinha. Olhos grandes de um verde intenso que nos arrebatam e nos fazem ceder a todos os seus caprichos.

Só depois aparece a gata Alice. A Alice é tímida, e por isso, quando entram humanos ela esgueira-se para debaixo do sofá. Mas não se enganem, a doce Alice equilibra o medo com a meiguice. Dizemos, em tom de brincadeira, que é uma princesa de pantufas de brancas.

E há o João. Tão alto que é o único que chega às últimas prateleiras dos armários da cozinha. Gosta de coisas de miúdo como robots, dinossauros em PVC, jogos de computador e livros ilustrados. Colecciona discos de vinil de onde saem sons dos anos 70/80’s mas também os que acabaram de sair. O João adora recuperar móveis antigos, daqueles que parecem ter saído de um filme a preto e branco. E, trata por tu tudo o que é aparelho electrónico.

É nesta casa, a nossa selva, que nos juntamos e deixamos a imaginação à solta. E, todos juntos, fazemos coisas bonitas.

Venham daí comigo, bebam um chá e sintam-se em casa.

home-2 home-3 home-5home-11home-7home-6home-4