Batizado da L

yellowsavages-batizadol-1yellowsavages-batizadol-2

Era uma vez uma menina que tinha os olhos mais bonitos do mundo. No dia do seu baptizado a mãe vestiu-lhe um vestido branco, como os das princesas ou bailarinas, com uma fitinha a condizer com os olhos mais bonitos do mundo. E a condizer também com esses olhos tão especiais havia uma chucha que só foi tirada para presentear os convidados com grandes sorrisos. Há quem diga que esses (os sorrisos) eram também… os mais bonitos do mundo.

yellowsavages-batizadol-3 yellowsavages-batizadol-4 yellowsavages-batizadol-5 yellowsavages-batizadol-6 yellowsavages-batizadol-7 yellowsavages-batizadol-8 yellowsavages-batizadol-9 yellowsavages-batizadol-10 yellowsavages-batizadol-11

Arco da Rua Augusta

Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta

Se gostam tanto de Lisboa como eu não deixem de subir ao Arco da Rua Augusta. É um dos melhores sítios para apreciar o pôr-do-sol e ver a baixa de uma perspectiva completamente diferente. Lá de cima o Tejo parece imenso e é impossível ficar indiferente a esta luz que banha a cidade. Devia ser obrigatório irmos todos lá (pelo menos) uma vez por mês para nos inebriarmos desta nossa Lisboa, menina e moça!

Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta
Yellow Savages Lisboa Arco Rua Augusta

Cidade Gráfica

Yellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade Gráfica

Já andava para publicar este post há algum tempo, logo depois de ter visitado a exposição do Mude, Cidade Gráfica – letreiros e reclames de Lisboa no século XX. Mas, mil coisas se meteram pelo meio e não fui a tempo de vos mostrar estas fotografias antes do fecho da exposição que aconteceu este fim de semana. Por isso, muitas desculpas se não foram até lá e agora ficam cheios de pena. É que têm mesmo razões para isso! A exposição apresentava letreiros e néons comerciais que foram sendo abandonados à medida que as lojas fechavam ou se renovavam. Para além de serem objectos de design que testemunham a evolução do grafismo ao longo do século passado, estes letreiros remetem-nos também para uma cidade que vai desaparecendo e que deixa sempre um pouco de nostalgia. É impossível sair de lá e não ficar a pensar na cidade que tivemos, na que temos e na que poderíamos ter tido. Mas enfim, saudosismos à parte, para alguém como eu, apaixonada por design e por Lisboa, esta exposição valeu mesmo a pena. Agora é esperar pela próxima exposição do Mude que inaugura já dia 30 e que partilharei aqui antes que feche. Prometo!

Yellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade GráficaYellow Savages Exposição Cidade Gráfica

O Noivo

Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo

Tradicionalmente, no dia do casamento, a noiva é vista como a grande protagonista e é para ela que todas as atenções estão voltadas. No entanto, um casamento é a junção de duas pessoas, de duas histórias que devem ser contadas da mesma forma. Por isso parece-me importante que nas fotografias a noiva e o noivo estejam representados da mesma forma.

Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo

Os noivos muitas vezes acham que a sua preparação para o casamento é menos interessante, o que não é de todo verdade! Fotografar os momentos antes do seu encontro não é apenas registar os detalhes de vestir o fato mas também de captar a ansiedade e excitação que o noivo partilha com os que lhes estão próximos.

Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo

Por outro lado, estes são momentos que a noiva não presencia. E eu imagino como deve ser bom, depois do casamento, verem juntos o álbum e partilharem os pensamentos e as emoções que ambos estavam a viver naquelas horas antes da cerimónia.

Yellow Savages Casamento Alentejano noivo Yellow Savages Casamento Alentejano noivo

Estas são as fotografias do J., tiradas pela talentosa Cristiana Morais, enquanto eu estava com a A. Espero que em conjunto, as fotografias de ambos arranquem muitos sorrisos e memórias felizes.

1 2 3 4 16